26 de fev de 2012

Só Maria e pronto

Na hora da chamada, a professora pronunciou o nome "Maria Alice". A titular do nome falou o que se esperava dela:

- Presente!

Na hora da aula, na pergunta que pega alunos desprevenidos, a professora chamou de novo a Maria Alice. Dessa vez, a assim-chamada respondeu diferente:

- Sou só Maria.

A professora, a desprevenida da vez, ficou surpresa:

- Você não se chama Maria Alice?

Maria Alice, com expressão resignada, explicou-se:

- Sabe o que é? Eu prefiro que me chamem de Maria. Todo mundo pensa que eu me chamo "Marialice". Então, eu prefiro Maria mesmo.

Fica fria, Maria. Um dia acertam seu nome. Antes que você acerte a cara desses ignorantes incorrigíveis.

Um comentário:

Carla Ceres disse...

Continuo meu protesto contra as palavras de verificação, Érico. :)
E vou pegar o nome Marialice como refém. Se você não banir essas palavras, vou prender Marialice num texto meu, pra sempre. ;)
Obrigada pela força no Twitter! Beijos!