9 de fev de 2012

Contículos (minicontos ridículos)

1. A maçã tava suculenta, de dar água na boca... O garoto mordeu um teco e jogou o resto no lixo.
O gato foi à lata e recolheu o resto da maçã. Um elefante cor-de-rosa pegou o gato e saiu voando.
O gato pediu para descer, que era muita mentira num dia só, caramba.

2. Vinte minutos depois do expediente acabar, e ainda muita fila, muito barulho, muita reclamação. Nisso, chegou um e falou:
- Não temam, o cão-fila veio para resolver o problema!
O doberman na fila latiu:
- Tu qué é furá fila, animal!

3. Chegando ao local do crime, o detetive gritou para a moça:
- Cuidado!
Era tarde. A moça despencara ladeira abaixo.
O detetive sentiu um frio facão nas costas. Era o assassino.
- Quer virar presunto também, cumpadi?
- Não, obrigado. Gosto mais de salaminho...

4. A obra de arte na parede estava linda. Então, um cara pegou o quadro, jogou no chão,
pisoteou e urrou:
- A vida é uma obra de arte, seus mané!
A galera em volta não entendeu nada ... mas aplaudiu.

2 comentários:

Célia disse...

4. Isso é o que eu chamo de fazer "Arte"... c'est la vie...
Abraço, Célia.

Carla Ceres disse...

Meu preferido é o último. Do jeito que anda a arte, poderia acontecer. Beijos!