20 de nov de 2008

Friozinho na barriga

(Texto de novembro da nossa página de humor e quadrinhos do jornal Agora (Sertãozinho, SP)

Tomar decisões pode ser complicado, independente de você ser o presidente dos Estados Unidos, um estudante de cursinho pela quarta vez ou um nenê saindo das fraldas hesitando entre borrar as ditas-cujas e tomar uns tapas da mãe ou aprender que lugar de fazer cocô é no peniquinho, oras!

No caso do presidente recém-eleito dos Estados Unidos, a aclamação popular jogou para debaixo do tapete, ainda que por instantes, o enorme abacaxi a descascar nos próximos anos. Como governar gregos e troianos, latinos e americanos, democratas e republicanos, árabes e muçulmanos? Abacaxi enorme e azedo, esse.

E o estudante de cursinho? A aprovação no vestibular é o momento de crescer e aparecer, embora o estudante tenha mais vontade de desaparecer embaixo da mesa, apavorado com tamanha e repentina responsabilidade. Alguns candidatos acabam com as unhas; outros, mais prudentes, se acabam de estudar. Passado o terror inicial das descobertas de um mundo novo, eles notam que acabou até rápido a faculdade, não é não?

Quanto ao nenê e suas fraldas sujas... Pior que ser um mau presidente ou um péssimo estudante é ter essas peripécias infantis involuntárias e mal-cheirosas lembradas pela mãe na sala de jantar, entre gargalhadas. Tadinho!