4 de ago de 2010

Xeque-mate?

No final do mês, estarei em um encontro de xadrez. Não para jogar, mas para fazer caricaturas ao vivo durante os jogos. Segue o flyer do evento ao lado. Para ver melhor, clique na imagem.

Já tive contato com esse jogo como espectador, há uma dezena de anos. Foi num campeonato promovido por um colégio particular de Piracicaba, num clube. Eu fazia texto e diagramação de um jornal institucional do tal colégio.

Aos meus olhos de repórter de ocasião, era espantoso o silêncio que se fazia durante as partidas. Sem falar nos lances repentinos disparados pelos competidores, que podiam decidir uma partida em segundos.

Agora, o xadrez volta ao meu cotidiano por um dia, trazendo de brinde o craque Mequinho, que eu conhecia apenas da música "Super-Heróis", do Raul Seixas e do Paulo Coelho.

Vai ser divertido.

Nenhum comentário: