16 de out de 2009

Matusalém precoce

Eu no ônibus, em pé. Indo para o centro da minha cidade.

Perto de mim, sentada, uma menina de uns dez anos.

Ela me viu e falou:
- Pode sentar aqui, senhor!

Do alto dos meus trinta e três anos, recusei e agradeci. Mas continuei em pé, até o fim do trajeto.

Desci do ônibus e cheguei a uma conclusão constrangedoramente óbvia. A cada dia, se fica cada vez mais velho.

Mas engatei outra conclusão de igual quilate em seguida.

Envelhecer, tudo bem. Mas não precisava ser tão rápido!

Nenhum comentário: